Just another WordPress.com site

Délcio Barros da Silva

           Tenho pegado carona nos comentários feitos por Cláudio Moreno, na coluna O Prazer das Palavras, que ele escreve na Zero Hora, nos sábados, na qual  procura responder às perguntas dos seus leitores. Num desses sábados, queriam saber qual era origem da palavra periguete.

           No meu modo de ver, é sempre complicado tentar explicar o surgimento de um termo, seja pela etimologia, seja pela análise morfológica, isto é, pelos processos de formação próprios da língua. Pode-se dizer que as palavras simplesmente surgem, como dizia Wilson Guarany. A propósito, eu conheci uma menina cujo nome era Claudete, minha mulher se chama Gianete, que antigamente adorava tomar Grapette e ainda se depila com gilete, mas nem uma nem outra donzela tem a ver com periguete ou com qualquer conotação pejorativa. O significado das palavras nem sempre é a soma dos significados de suas partes, nem aqui nem na China…

Ver o post original 289 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s